quinta-feira, 12 de outubro de 2017



Imagem intercalada 1

CPPME propõe 18 medidas para Orçamento de Estado 2018

     Mesa da Conferência de Imprensa: João Vicente, Presidente da Direcção da CPPME; Jorge Pisco, Vice-Presidente da CPPME; Quintino Aguiar, Director Executivo da CPPME;  e, José Brinquete, Secretário-Geral da CPPME.


A Confederação Portuguesa das Micro, Pequenas e Médias Empresas (CPPME)), realizou hoje, dia 12 Outubro 2017, pelas 11H00, na sede da sua Associada, a Federação Portuguesa do Táxi (FPT), uma Encontro com a Comunicação Social para tornar público as 18 propostas para o OE/2018, que irá apresentar, a partir da próxima semana, a todos os Grupos Parlamentares com assento na Assembleia da República.



 A CPPME tem naturais e favoráveis expectativas de que as suas propostas venha a ter aceitação por parte das forças políticas representadas na AR, já que em encontros anteriores, com maior o menor grau, recebeu sinais positivos nesse sentido. Mas também porque a maioria destas propostas não só vão ao encontro das legítimas aspirações dos Micro, Pequenos e Médios Empresários, como também, a sua aceitação e execução, comportam custos reduzidos relativamente ao estimulo que pretendem produzir na economia portuguesa.

    18 propostas para o OE/2018


Para uma Economia Sustentável e Dinâmica

O Executivo da CPPME, tendo em conta a insuficiência das medidas constantes do OE para 2017, face à grave situação das micro pequenas e médias empresas, a resvalarem perigosa e crescentemente para a insolvência, concluiu ser urgente reclamar medidas legislativas que contrariem o penoso quotidiano deste importantíssimo segmento  da economia Portuguesa.

As primeiras 18 medidas para uma economia sustentável e dinâmica, constituem um apelo e um contributo à Assembleia da República e ao Governo.

1.           A criação da conta-corrente entre o Estado e as Empresas;
2.   Prosseguir a extinção do Pagamento Especial por Conta (PEC), dando cumprimento à Lei n.º 10-A/2017, de 29 de Março;
3.           A redução do IVA da Restauração para 13%, do sector de bebidas que ficaram de fora da descida do imposto, no segundo semestre de 2016;
4.           A alteração ao chamado IVA de Caixa, ou seja, a entrega deste, de facto, só após a boa cobrança.
5.   Redução do IVA de 23 para 21%, permitindo o crescimento e o desenvolvimento da economia nacional;
6.           Alteração do Decreto-Lei nº 12/2013, sobre o apoio social aos MPME, com carreira contributiva mínima, por forma a ter aplicação prática;
7.         A alteração ao critério de apuramento tributário em sede de IRC/RS que penaliza os microempresários aderentes sempre que o salário mínimo aumenta, bem como o alargamento do tecto de adesão a este regime para 300.000€ de Volume Anual de Negócios (VAN);
8.           A redução do IVA do gás e eletricidade para a taxa existente em 2011 (6%) para todas as atividades económicas;
9.              Diminuição da taxa do Imposto sobre Produtos Petrolíferos (ISP);
10.        Alteração ao serviço de normalização contabilística (auditorias obrigatórias), por forma a que o Revisor Oficial de Contas (ROC) só deverá intervir nas médias e grandes empresas;
11.     Revisão dos coeficientes de apuramento do Valor Patrimonial Tributário (VPT), em imobiliário para o pequeno comércio e indústria, com tributação de discriminação positiva, em particular nas zonas periféricas de cidades e vilas de forma a anular situações em que o VPT é superior ao valor de mercado, com consequências nefastas para os MPME no pagamento do IMI de imobiliário próprio e nos IMT;
12.     Apoio à formação em exercício das actividades tradicionais nas micro e pequenas empresas;
13.     Portugal 2020 – Garantir que as Micro e Pequenas Empresas não são discriminadas, como em QC anteriores, que as verbas distinadas às MPME sejam investidas na criação de emprego, na promoção da sustentabilidade das empresas e que os MPME tenham participação directa na definição e aplicação das receitas;
14.        Aprovação de um Programa de valorização das Micro, Pequenas e Médias Empresas, a começar pela prioridade às MPME na contratação pública e funcionamento, nomeadamente no âmbito das Centrais de Compras de Estado;
15.        Criação, no âmbito do IAPMEI, de um organismo específico de Apoio aos Micro e Pequenos Empresários, que permita a informação e o acesso célere a programas públicos para o sector;
16.        Cumprimento integral da Lei 35/2016, de 21 Novembro, para combate à ilegalidade no Setor do Táxi;
17.    Alteração ao regime de arrendamento não habitacional (arrendamento comercial e industrial), por forma a favorecer o crescimento da economia.
18.    Reforma dos MPME com carreira contributiva mínima de 40 anos, sem penalizações e sem a obrigatoriedade de suspender a função de sócio gerente.

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

AOS ÓRGÃOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

 Exmos. Senhores Directores


A Confederação Portuguesa das Micro, Pequenas e Médias Empresas (CPPME) vai realizar uma Conferência de Imprensa para, no âmbito da preparação e discussão do Orçamento do Estado para 2018 tornar público as Propostas dos Micro, Pequenos e Médios Empresários, que irá apresentar a todos os Grupos Parlamentares com assento na Assembleia da República.

O Encontro com os Órgãos de Comunicação Social terá lugar na próxima Quinta-Feira, dia 12 de Outubro de 2017, pelas 11H00, na Sede da Federação Portuguesa do Táxi (FPT) – Estrada Paço do Lumiar, Lote R – 2, Loja A, 1600-543 LISBOA.

Certos da melhor atenção e disponibilidade por parte do Órgão de Comunicação Social que V. Exªs dirigem, agradecemos desde já a vossa presença e melhor divulgação.

Com os melhores cumprimentos.

O Presidente da Direcção da CPPME

João António Vicente, Engº

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

CPPME na  V EXPO CERNACHE
Feira Comercial, Industrial e Agrícola
25, 26 e 27 Agosto 2017



À semelhança de anos anteriores, a CPPME participa na V EXPO CERNACHE, com um Stand onde vai receber os micro, pequenos e médios empresários 
da Freguesia de Cernache, entidade organizadora do evento, do concelho de Coimbra e de toda a região, que visitem a Feira.

No Stand da CPPME os micro, pequenos e médios empresários poderão adquirir informação sobre a intensa actividade da Confederação e das principais propostas para as áreas da fiscalidade, do crédito, dos custos fixos e de contexto, do arrendamento comercial, do apoio social, ou ainda sobre o Portugal 2020.

V EXPO CERNACHE - Feira Gastronómica, Artesanato e Produtos Típicos da Freguesia de Cernache!


  

                                       

segunda-feira, 21 de agosto de 2017


Caro(a) Empresário(a)
Associado da CPPME


O mês de agosto tem sido de férias para uma parte dos portugueses!

Para muitos dos micro, pequenos e médios empresários, designadamente para o comércio local, a restauração e muitos serviços nas zonas de turismo, uma oportunidade para melhorar o seu negócio, tão castigado nos últimos anos com a quebra do poder de compra dos portugueses (ultimamente com ligeira recuperação), mas também com os brutais encargos fiscais e custos de contexto que incidem sobre as micro e pequenas empresas.

A CPPME logo no início de setembro reunirá o seu Executivo e retomará a preparação das propostas da Confederação a apresentar a todos os Grupos Parlamentares com assento na Assembleia da República, no âmbito da discussão e preparação do Orçamento de Estado 2018 (OE/2018).

O apelo que fizemos em maio, de envio de contributos e propostas a apresentar para o Orçamento de Estado do próximo ano, já permitiu que chegassem algumas sugestões e propostas.

Contudo, pela importância de que se reveste este OE/2018 para os MPME, reiteramos o apelo então formulado, certos de que, como em anteriores oportunidades, muitos e muitos contributos irão chegar de todo o País, para serem tidos em conta na proposta final da Confederação.

Juntos seremos mais fortes!


A CPPME

segunda-feira, 31 de julho de 2017

A CPPME NA FEIRA DE SAN'TIAGO 2017


 
 A Confederação Portuguesa das Micro, Pequenas e Médias Empresas (CPPME) está presente na Feira de Sant'iago, que está a decorrer entre os dias 22 de Julho e 6 de Agosto de 2017, na Cidade de Setúbal.



No mesmo espaço, em conjunto com a Confederação, participa ainda a Associação de Pequenos Empresários da Região de Setúbal e Alentejo (APERSA), sua Associada.

Mesmo à entrada da Feira de Sant'iago, no Pavilhão Institucional (organizações) a CPPME e a APERSA esperam pela sua visita.


 

Neste espaço encontrará material diverso da CPPME e da APERSA, que permite conhecer o objecto de cada uma destas duas instituições e, informação abundante da sua intensa actividade, em defesa dos Micro, Pequenos e Médios Empresários (MPME).


Contamos com a vossa visita!

JUNTOS SEREMOS MAIS FORTES!



quinta-feira, 20 de julho de 2017

CONVITE

A CPPME e APERSA , CONVIDAM TODOS OS SEUS ASSOCIADOS E TODOS OS MICRO, PEQUENOS E MÉDIOS EMPRESÁRIOS DA REGIÃO DE SETÚBAL A VISITAR A FEIRA DE SANTIAGO, A PARTIR DO DIA 22 DE JULHO E ATÉ AO DIA 06 DE AGOSTO.

A CONFEDERAÇÃO-CPPME E A ASSOCIAÇÃO- APERSA ESTARÃO PRESENTES COM UM ESPAÇO DE EXPOSIÇÃO NO PAVILHÃO INSTITUCIONAL (ORGANIZAÇÕES).


CONTAMOS COM A VOSSA PARTICIPAÇÃO,  APAREÇAM

   



segunda-feira, 17 de julho de 2017

Delegação Empresarial da China no Seixal


A Convite da Câmara Municipal do Seixal a CPPME participou no passado dia 14 de julho num Encontro com uma delegação do Centro Económico e Empresarial da China,presidida pelo seu vice-presidente Liu Jinghua.

A CPPME esteve representada pelo seu Vice- Presidente Jorge Pisco que no decorrer do Encontro deu a a conhecer  a realidade do tecido empresarial português e a atividade desenvolvida pela CPPME em defesa dos Micro, Pequenos e Médios Empresários e formulou votos de sucessos na cooperação entre empresários chineses e nacionais.